No dia 10 de abril deste ano, a Polícia Civil apreendeu mais de 300 kg de cocaína a bordo da embarcação Yeux II, atracada no Iate Club de Pernambuco, naquela que se caracterizou como uma das maiores apreensões de drogas no Estado. O proprietário do barco, o argentino Carlos Nicolas Lombardo, foi preso em flagrante, juntamente com a namorada brasileira Yasmim Kerkylla de França, sob acusação de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

O juiz federal Allan E. Veras Ferreira, da 13ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco, levando em consideração dificuldades na custódia da embarcação e, principalmente, a inevitável depreciação de seu valor causada pelo depósito prolongado, ordenou a intimação da União para dizer sobre eventual interesse no uso e custódia do veleiro por parte de órgãos de inteligência ou militares envolvidos em ações de prevenção e repressão ao tráfico de drogas.

Caso não haja interesse por parte da União, o veleiro, com avaliação preliminar feita pela Polícia Federal no valor de R$ 300 mil a R$ 450 mil, deverá ir a leilão.

A quantia obtida com a venda ficará vinculada ao resultado do processo criminal, com o levantamento pelo réu, em caso de absolvição, ou reversão aos cofres públicos (Fundo Nacional Antidrogas), em caso de condenação.

Processo n.º 0008653-58.2011.4.05.8300

Marcelo Schmitz

(Seção de Comunicação Social)